Twitter Facebook

CNTSS > ARTIGOS > ASSISTENTE SOCIAL, AGENTE DE TRANSFORMAÇÃO DO BRASIL

Assistente Social, agente de transformação do Brasil

Escrito po: Imprensa CNTSS/CUT

16/05/2011

•Maria Aparecida Faria- presidenta da CNTSS/CUT

O mês de maio traz uma data muito especial para os Assistentes Sociais: o dia 15, quando se comemora o seu dia e marca a profissão desde o seu nascimento. Segundo pesquisas, em 15 de maio de 1891, o Papa Leão XIII publicava a Encíclica "Rerum Novarum", apresentando ao mundo católico os fundamentos e as diretrizes da Doutrina Social da Igreja. No Brasil, o Serviço Social foi criado em 1936, a partir das iniciativas dos líderes religiosos.

A partir da década de 60 a prática profissional foi rompendo laços com a Igreja Católica e sendo repensada de forma mais técnica e científica dentro da universidade. Assim, as escolas de Serviço Social que foram surgindo, começaram a trabalhar os estudantes como futuros profissionais que seriam preparados para serem planejadores, executores e avaliadores das políticas sociais.

Somente em 1998 , através da Resolução nº 287 de outubro- Ministério da Saúde- que responde pela demanda social dos usuários do serviço de saúde , reconhece a profissão.

De lá para cá houveram muitas lutas para garantir as reivindicações da categoria. Apesar de toda essa trajetória, algumas pessoas ainda pensam erroneamente que o assistente social é um profissional que faz caridade. Isso acontece porque muitas pessoas não conhecem a fundo os seus direitos. Desse modo, quando o(a) assistente social viabiliza o acesso aos direitos sociais garantidos em lei, ele é visto pelo assistido, muitas vezes, como uma pessoa bondosa.

Os profissionais da Assistência Social em nosso país são fundamentais para garantir a implantação e consolidação das políticas de assistência social ainda recente na sociedade brasileira, política essa que reconhece e valoriza a inclusão social como direito e cidadania. Profissionais que muitas vezes exercem sua profissão em condições precárias de trabalho, sofrendo assédio moral e mesmo assim continuam na sua árdua luta pela transformação social.

A direção da CNTSS/CUT deseja render uma profunda homenagem a todos e todas assistentes sociais brasileiras que vem lutando, década após década, para minimizar as diferenças sociais.



  • Imprimir
  • w"E-mail"
  • Compartilhe esta noticia
  • FaceBook
  • Twitter

Conteúdo Relacionado


CNTSS – São Paulo - Rua Caetano Pinto nº 575 CEP 03041-000 Brás, São Paulo/SP
Telefones: (0xx11) 2108-9156 - (0xx11) 2108-9301 - (0xx11) 2108-9195 - (0xx11) 2108-9253 - FAX (0xx11) 2108-9300
E-mails: direcao@cntsscut.org.br – tesouraria@cntsscut.org.br – imprensa@cntsscut.org.br

CNTSS – Brasília - SCS - QD.01 Bloco "I"- Ed. Central - 12º andar - Salas 1.201 e 1.208 - CEP: 70.304-900 – Brasília/DF
Telefone: (0xx61) 3224-0818 | E-mail: df@cntsscut.org.br