Twitter Facebook

CNTSS > LISTAR NOTÍCIAS > DESTAQUES > CNTSS/CUT: SERVIDORES CONQUISTAM MESA DE NEGOCIAÇÃO NO INSS

CNTSS/CUT: servidores conquistam mesa de negociação no INSS

29/04/2022

Mobilização das entidades nacionais e dos servidores nos estados faz com que governo abra mesa de negociação para discutir pauta da greve; primeiro encontro foi marcado para esta sexta-feira (29/04)

Escrito por: Assessoria de Imprensa da CNTSS/CUT

 

 

Como resultado da pressão por parte das entidades nacionais representativas dos servidores do Instituto Nacional do Seguro Social (INSS) e da consolidação da greve nos estados a partir da adesão cada dia maior dos trabalhadores, o governo teve que rever sua postura intransigente de não dialogar e aceitou criar uma mesa de negociação no Instituto. Esta importante conquista foi anunciada pelo presidente do Instituto, Guilherme Serrano, em reunião realizada nesta quinta-feira, 28/04, com representantes do Comando de Greve da Confederação Nacional dos Trabalhadores em Seguridade Social (CNTSS/CUT), além de representantes da Federação Nacional de Sindicatos de Trabalhadores em Saúde, Trabalho, Previdência e Assistência Social (FENASPS).

 

A criação da mesa de negociação, que tem seu primeiro encontro previsto para esta sexta-feira, 29/04, era uma demanda permanentemente cobrada pelas entidades representativas dos trabalhadores. Sua implantação é uma vitória dentro da estratégia de luta dos servidores. É o primeiro compromisso firmado pelo governo desde o início da greve, em 23 de março último, e, sem dúvida alguma, é resultado da pressão feita pelas entidades e os trabalhadores por todo o pais. A greve e sua pauta têm sido levadas pelas entidades aos demais espaços sociais em Brasília e nos Estados. Um dos focos tem sido o Congresso Nacional. É permanente a busca de diálogo com parlamentares para conquistar a apoio e também a ação junto ao governo para que abra oficialmente os canais de negociação. O do INSS é o primeiro ganho, mas há itens da pauta que estão sob responsabilidade dos ministérios do Trabalho e Previdência e da Economia, além de pautas que necessitam da articulação da Casa Civil.

 

 

A mobilização e os atos estão acontecendo por todo o país para divulgar a pauta da greve dos servidores federais e cobrar que o governo atenda as demandas deste setor. Nesta quinta-feira, 28/04, mais atos foram realizadas em Brasília. Lideranças e servidores se manifestaram em frente às sedes do Ministério da Economia e da Direção Geral do INSS. A CNTSS/CUT esteve representada nestes atos por lideranças e trabalhadores que vieram de outros estados. O Sindicato dos Trabalhadores Federais em Saúde e Previdência de Goiás e Tocantins (Sintfesp GO/TO), filiado à CNTSS/CUT, foi uma destas entidades que levou uma caravana para participar dos atos em Brasília.

 

Outro exemplo de organização da luta nos estados aconteceu neste mesmo dia no Maranhão. Os dirigentes e trabalhadores do Sindicato dos Trabalhadores em Saúde e Previdência do Estado do Maranhão (Sintsprev MA) realizaram uma Audiência Pública na Assembleia Legislativa daquele estado sob o tema “A importância do Instituto Nacional do Seguro Social (INSS), sua reestruturação e a greve em curso que busca o fortalecimento do órgão público”.  O sindicato também divulgou uma Carta Aberta aos Parlamentares do Maranhão esclarecendo e solicitando apoio à greve. Trecho do documento reitera que os trabalhares solicitam “que vossas excelências considerem a importância do INSS, dos serviços públicos e dos servidores e servidoras para o Brasil e para o povo brasileiro e intercedam para que a justiça e o bom senso prevaleçam na negociação entre Governo Federal e categorias em greve, contribuindo para a solução do impasse e para a defesa do serviço público do país.”

 

 

A criação da mesa de negociação no INSS é resultado da forte mobilização das lideranças e trabalhadores na condução da greve em todos os estados e em Brasília. A pressão do Comando de Greve junto ao governo para garantir avanços nas negociações e que atenda as demandas dos servidores se manterá firme. A estratégia é ampliar a greve nos estados para garantir cada vez mais adesão dos trabalhadores. A consolidação de agendas com atos e mobilizações durante todo este período é uma forma de agregar força ao movimento e às negociações que estão acontecendo. A organização dos trabalhadores na condução da greve tem sido fundamental para pressionar o governo a negociar. Para os dirigentes do Comando de Greve a hora é de avançar na organização em mobilização nos estados para garantir mais vitórias.

 

 

Sintsprev MA: Carta aos Parlamentares do Maranhão

 

 

 

 

 

José Carlos Araújo

Assessoria de Imprensa da CNTSS/CUT

 

 

 

  • Imprimir
  • w"E-mail"
  • Compartilhe esta noticia
  • FaceBook
  • Twitter

Conteúdo Relacionado

Nome:
E-mail:
Título:


CNTSS – São Paulo - Rua Caetano Pinto nº 575 CEP 03041-000 Brás, São Paulo/SP
Telefones: (0xx11) 2108-9156 - (0xx11) 2108-9301 - (0xx11) 2108-9195 - (0xx11) 2108-9253 - FAX (0xx11) 2108-9300
E-mails: direcao@cntsscut.org.br – tesouraria@cntsscut.org.br – imprensa@cntsscut.org.br

CNTSS – Brasília - SCS - QD.01 Bloco "I"- Ed. Central - 12º andar - Salas 1.201 e 1.208 - CEP: 70.304-900 – Brasília/DF
Telefone: (0xx61) 3224-0818 | E-mail: df@cntsscut.org.br