Twitter Facebook

CNTSS > LISTAR NOTÍCIAS > DESTAQUE CENTRAL > SINDPREV-AL REALIZA FORTE ATO DOS SERVIDORES FEDERAIS EM ALAGOAS PELO REAJUSTE EMERGENCIAL DE 19,99% E POR CONCURSO PÚBLICO JÁ

SINDPREV-AL realiza forte ato dos servidores federais em Alagoas pelo reajuste emergencial de 19,99% e por concurso público Já

24/03/2022

Mobilização acontece em todo o país, onde servidores federais amargam perdas salariais acumuladas ao longo de mais de cinco anos sem reajuste

Escrito por: Sindprev AL

 

Seguindo orientação nacional das entidades representativas dos servidores públicos federais, o SINDPREV-AL realizou na quinta-feira (16) um ato bastante representativo em frente ao prédio-sede do INSS em Alagoas. O ato teve bom engajamento dos servidores dos órgãos que funcionam no prédio, a exemplo do INSS, Ministério da Saúde e ANVISA, além de representações da CUT-AL, SINTUFAL e SINDJUS-AL.

 

Apesar da chuva, os servidores não arredaram o pé e ouviram atentamente os discursos das lideranças sindicais, que alertaram para a necessidade de aumento da mobilização. Está previsto para o próximo dia 23 de março mais uma grande mobilização nacional em torno da luta pelo reajuste emergencial.

 

O Brasil possui 1,257 milhão de servidores federais ativos, aposentados e pensionistas de diversas áreas, mas Bolsonaro quer conceder o reajuste apenas aos servidores da Polícia Federal, Polícia Rodoviária Federal e do Departamento Penitenciário Nacional. Isso quando a grande maioria dos servidores está há mais de cinco anos sem reajuste. Com a escalada da inflação, hoje a dois dígitos, seus salários acumulam defasagem de até 30%. Além disso, se não houver correção neste momento, ela só poderá ser feita em 2024, devido a legislação aprovada no ano passado que proíbe a reavaliação de salários em anos de transição de mandatos de governadores e presidentes.

 

Vinte e dois estados e o Distrito Federal estão concedendo reajuste para os seus funcionários. Isso também vem ocorrendo em centenas de municípios. Mas o governo federal não quer nem negociar, mostrando o quanto desrespeita seus trabalhadores.

 

O governo Bolsonaro é a maior tragédia para todos os trabalhadores brasileiros, do serviço público e da iniciativa privada. Em janeiro de 2019, quando Bolsonaro assumiu a Presidência, existiam 665 mil servidores públicos federais na ativa. Com a sua política de desmonte do setor, tendo como objetivo dificultar o atendimento à população e tentar convencê-la de que os serviços públicos são ineficientes, hoje são apenas 534 mil servidores. Devido à ausência de concursos públicos, são 131 mil servidores a menos. Além disso, todo ano temos um contingenciamento de recursos, nas mais diversas áreas, que chega a 50%. Bolsonaro está nos desafiando. Por isso, precisamos ir para cima.

 

 

 

 

Fonte: https://bit.ly/36rXuPl

 

 

 

 

 

  • Imprimir
  • w"E-mail"
  • Compartilhe esta noticia
  • FaceBook
  • Twitter

Conteúdo Relacionado

Nome:
E-mail:
Título:


CNTSS – São Paulo - Rua Caetano Pinto nº 575 CEP 03041-000 Brás, São Paulo/SP
Telefones: (0xx11) 2108-9156 - (0xx11) 2108-9301 - (0xx11) 2108-9195 - (0xx11) 2108-9253 - FAX (0xx11) 2108-9300
E-mails: direcao@cntsscut.org.br – tesouraria@cntsscut.org.br – imprensa@cntsscut.org.br

CNTSS – Brasília - SCS - QD.01 Bloco "I"- Ed. Central - 12º andar - Salas 1.201 e 1.208 - CEP: 70.304-900 – Brasília/DF
Telefone: (0xx61) 3224-0818 | E-mail: df@cntsscut.org.br