Twitter Facebook

CNTSS > LISTAR NOTÍCIAS > AGENTES COMUNITÁRIOS > IMPASSE NAS NEGOCIAÇÕES EM LENÇÓIS (BA) COM OS AGENTES COMUNITÁRIOS

Impasse nas negociações em Lençóis (BA) com os agentes comunitários

15/08/2011

Escrito por: Sindacs/BA

Sindacs/BA conquista mais uma cidade mostrando o seu trabalho. Campanha Salarial 2011 e 2012 foi retirada, desta forma vai acontecer o envio da campanha para o gestor do município agendar um encontro para negociação.

Depois de terem ficado reunidos na sede da Filarmônica da cidade de Lençóis (BA), na última quinta-feira (11), os ACS e ACE saíram em caminhada pelas ruas da cidade reivindicando o pagamento do salário, e o envio do projeto de lei para Câmara de Vereadores. Seguindo a paralisação os agentes continuaram a se reunir na praça do Coreto, durante todo o dia; então foram chamados pelo prefeito da região, Marcos Airton de Araújo, para uma conversa na qual “ele deixou claro que iria pagar tudo que os agentes têm de direito e que nunca foi intenção dele ficar com nosso dinheiro, mostrou o projeto de lei já pronto e prometeu que mandaria o mesmo para Câmara na segunda-feira (15)”, explicou o coordenador do Sindacs/BA, Robson Góis.

No decorrer da semana passada os agentes estiveram sempre reunidos na mesma praça. Na quarta-feira (10) os agentes foram ate a Câmara de Vereadores, em sessão onde a ordem do dia era: a aprovação ou não do projeto, da suplementação enviada pelo o Executivo, do qual o mesmo informou que se fosse aprovado 2% da suplementação já daria para pagar os salários dos agentes.

No final da sessão ficou votado 3% de suplementação para o prefeito, sendo que a autoridade alegava não ter condições de pagar os salários atrasados e ainda que precisaria parar as atividades.

Na última sexta-feira (12) o prefeito foi até a rádio da cidade para prestar esclarecimentos à comunidade, na oportunidade “falou absurdos sobre a agentes dizendo que só pagará os mesmos quando ele quiser pois lei nenhuma obriga a pagá-los, citando também que o coordenador geral do sindicato Robson, é um mentiroso e que estava iludindo os agentes com falsos direitos”, denunciou Robson.

No mesmo momento em que o prefeito falava na rádio os agentes conversavam com o promotor de justiça, José Reis Neto. O promotor esclareceu todas as duvida e deixou bem claro que a paralisação dos trabalhadores está legal perante a lei, ao contrário do que disse o prefeito, disse ainda que faria um ofício para o mesmo para obter esclarecimento do por que os agentes desta cidade não possuem material para trabalho e uniformes. O promotor instruiu os agentes para entrarem através do sindicato com um mandado de segurança, para assegurar os salários e possíveis faltas.

Durante o resto do dia os agentes continuaram reunidos, um novo encontro para traçar novas ações da categoria está organizado para esta terça-feira (16).

Priscila Bastos -DRT 3881






  • Imprimir
  • w"E-mail"
  • Compartilhe esta noticia
  • FaceBook
  • Twitter

Conteúdo Relacionado


CNTSS – São Paulo - Rua Caetano Pinto nº 575 CEP 03041-000 Brás, São Paulo/SP
Telefones: (0xx11) 2108-9156 - (0xx11) 2108-9301 - (0xx11) 2108-9195 - (0xx11) 2108-9253 - FAX (0xx11) 2108-9300
E-mails: direcao@cntsscut.org.br – tesouraria@cntsscut.org.br – imprensa@cntsscut.org.br

CNTSS – Brasília - SCS - QD.01 Bloco "I"- Ed. Central - 12º andar - Salas 1.201 e 1.208 - CEP: 70.304-900 – Brasília/DF
Telefone: (0xx61) 3224-0818 | E-mail: df@cntsscut.org.br