Twitter Facebook

CNTSS > LISTAR NOTÍCIAS > DESTAQUES > ENTIDADES FILIADAS À CNTSS/CUT REALIZAM ATOS EM SEUS ESTADOS NO “DIA DE LUTO / DIA DE LUTAS EM DEFESA DA VIDA E DO EMPREGO”

Entidades filiadas à CNTSS/CUT realizam atos em seus estados no “Dia de Luto / Dia de Lutas em Defesa da Vida e do Emprego”

07/08/2020

Idealizado pela CUT e demais Centrais sindicais, o dia nacional de mobilização cobra do governo medidas eficazes de combate ao Covid-19 e de preservação dos empregos e renda dos trabalhadores

Escrito por: Assessoria de Imprensa da CNTSS/CUT

 

 

Os Sindicatos e Federações filiados à CNTSS/CUT – Confederação Nacional dos Trabalhadores em Seguridade Social estão integrados nesta sexta-feira, 07 de agosto, em seus estados, nas mobilizações definidas para o “Dia de Luto / Dia de Lutas em Defesa da Vida e do Emprego” previstas para acontecer durante todo o dia. A data, que foi proposta pela CUT – Central Única dos Trabalhadores e demais Centrais, prevê a realização de manifestações e atos que possam demonstrar as formas de resistência e a indignação contra as medidas de Bolsonaro que vêm levando à morte milhares de brasileiros e destruindo o emprego e a economia nacional.

 

Dados apontam que nesta semana o país chegará a inadmissível e triste marca de mais de 100 mil mortes de brasileiras e brasileiros por Covid-19 e mais de 3 milhões de contaminados. A irresponsabilidade criminosa deste governo genocida tem potencializado estas mortes e feito com que o país desponte também em outros indicadores macabros. O Brasil é o país com maior número de mortes de profissionais de saúde no mundo. É fato constatado e denunciado amplamente que este governo não tem ou não quer ter estratégias para combater a pandemia e nem tampouco para encontrar saídas para as crises sanitária e econômica.

 

Clique aqui e veja ato do Sintfesp GO e Sindsaúde GO na Região Central de Goiás:

 

Os dirigentes da Confederação e de suas entidades filiadas mobilizaram os trabalhadores de suas bases para, com os cuidados sanitários que o momento de pandemia pede, realizarem manifestações que levem à sociedade o debate proposto pelas Centrais pelas preservações das vidas e dos empregos. Caminhadas, atos, faixas, janelaços, distribuição de material, carreatas, entre tantas outras formas de manifestação, estão sendo utilizadas hoje para dialogar com a sociedade e cobrar do governo um basta a este genocídio da população brasileira.

 

A Confederação tem atuado fortemente desde o início da pandemia na defesa dos trabalhadores essenciais, principalmente os da saúde, que estão no contato direto no combate à expansão da pandemia, e também da população que precisa ter garantido o atendimento adequado nas redes privada e pública. Deste o início da pandemia ficou claro que o SUS – Sistema Único de Saúde tem sido o grande diferencial para salvar vidas no Brasil. Mas também ficou explicito que o desfinanciamento pós golpe de 2016 já deixou cicatrizes no sistema. Por isto, está entre as bandeiras de luta da Confederação a revogação imediata da EC nº 95, que praticamente congela por 20 anos os recursos nas áreas sociais.

 

 

Com referência ao trabalho na linha de frente da saúde, a Confederação tem cobrado e denunciado a falta de estrutura, equipamentos, insumos, excesso de horas de trabalho, falta de testagem e tantas outras mazelas que estão vitimando os trabalhadores e dificultando salvar vidas. A entidade tem focado sua ação junto aos profissionais nos locais de trabalho para denunciar e cobrar das autoridades, governos e empresários as mudanças necessárias. Também tem feito uso da Justiça para ampliar estas denúncias e conquistar melhorias. Outra estratégia tem sido a de levar estas discussões para as esferas internacionais.

 

Duas campanhas de iniciativa da CNTSS/CUT estão sendo desenvolvidas neste período da pandemia. Com o mote “Eu sou o SUS”, a Confederação colocou os profissionais do sistema em evidência demonstrando a face humana do SUS e deixando claro à comunidade que aqueles trabalhadores estão na linha de frente colocando suas vidas em risco para poder salvar vidas. Outra mais recente é a campanha “Não ao congelamento dos salários dos servidores da saúde”, que cobra dos parlamentares a derrubada dos vetos colocados por Bolsonaro, que condicionou ajuda a estados e municípios a não correção salarial dos servidores até 2021 e a não realização de concursos públicos.

 

Sindsaúde SP: Clique aqui e veja a caminhada em São Paulo 

 

As primeiras manifestações do “Dia de Luto / Dia de Lutas em Defesa da Vida e do Emprego” tiveram início logo pela manhã, mas durante todo o dia estão previstos atos para acontecer em várias cidades e capitais. São Paulo, por exemplo, a CUT realizou um ato, às 12 horas, na Praça da Sé, mas várias entidades também estão com agendas próprias, como é o caso do Sindsaúde SP, que definiu uma caminhada para acontecer a partir das 16 horas.

 

 

José Carlos Araújo

Assessoria de Imprensa da CNTSS/CUT

  • Imprimir
  • w"E-mail"
  • Compartilhe esta noticia
  • FaceBook
  • Twitter

Conteúdo Relacionado

Nome:
E-mail:
Título:


CNTSS – São Paulo - Rua Caetano Pinto nº 575 CEP 03041-000 Brás, São Paulo/SP
Telefones: (0xx11) 2108-9156 - (0xx11) 2108-9301 - (0xx11) 2108-9195 - (0xx11) 2108-9253 - FAX (0xx11) 2108-9300
E-mails: direcao@cntsscut.org.br – tesouraria@cntsscut.org.br – imprensa@cntsscut.org.br

CNTSS – Brasília - SCS - QD.01 Bloco "I"- Ed. Central - 12º andar - Salas 1.201 e 1.208 - CEP: 70.304-900 – Brasília/DF
Telefone: (0xx61) 3224-0818 | E-mail: df@cntsscut.org.br