Twitter Facebook

CNTSS > LISTAR NOTÍCIAS > DESTAQUES > CNTSS/CUT REÚNE SUA DIREÇÃO PARA DISCUTIR DESDOBRAMENTO DA CAMPANHA “TRABALHADORAS E TRABALHADORES PROTEGIDOS SALVAM VIDAS”

CNTSS/CUT reúne sua direção para discutir desdobramento da Campanha “Trabalhadoras e trabalhadores protegidos salvam vidas”

24/07/2020

Realizada em parceria com a ISP e mais cerca de 40 entidades dos trabalhadores essenciais, pesquisa traçou perfil das condições de trabalho em tempo de pandemia do Covid-19 em vários estados

Escrito por: Assessoria de Imprensa da CNTSSCUT

 

A CNTSS/CUT – Confederação Nacional dos Trabalhadores em Seguridade Social realiza na quinta-feira, 30 de julho, a partir das 15 horas, reunião, por videoconferência, com seus dirigentes para discutir os possíveis desdobramentos da Campanha “Trabalhadoras e trabalhadores protegidos salvam vidas”. A Confederação foi uma das entidades representativas dos trabalhadores essenciais, especificamente os da Saúde, que estabeleceu parceira com a ISP – Internacional do Serviço Público, entidade sindical internacional que representa 30 milhões de trabalhadores públicos em 154 países, para a realização da campanha em nível nacional.

 

Na reunião do próximo dia 30 será apresentada uma sistematização dos resultados finais da campanha. A iniciativa, que teve início em 31 de março e se estendeu até 15 de junho, procurou também escutar outras categorias profissionais, como assistência social, educação, segurança pública, sistema prisional, judiciário, asseio e conservação, limpeza pública, coleta de resíduos sólidos, funerárias e cemitérios, água e saneamento, energia e também o setor de tributação. Foram respondidos 3.636 questionários on line disponibilizados no site da campanha. Desde total, a maior parte foi de profissionais da área de saúde (3.056), mulheres (2.714) e servidoras públicas (2.339).

 

O objeto foi coletar informações sobre as reais condições de trabalho para este momento da pandemia do Covid-19 com a finalidade de subsidiar suas entidades representativas para pressionarem os diversos governos, entidades filantrópicas e empresários a melhorarem as condições de trabalho e de atendimento da população. O descaso com os profissionais de Saúde e dos serviços essenciais foi a principal constatação da enquete. Durante todo este tempo foi possível denunciar a falta de estrutura, de EPIs – equipamentos de proteção individual, extensa jornada de trabalho, falta de testagem, trabalhadores de grupo de risco mantidos nos locais de trabalho, entre tantas mazelas a que foram e estão sendo submetidos estes profissionais.

 

Há, no meio do caminho, conquistas alcançadas e agora deve-se avaliar o que pode ser encaminhado para defender estes profissionais e garantir melhores condições de atendimento da população. “A partir de diagnósticos como o produzido pela enquete, permaneceremos pressionando os poderes públicos, os empregadores privados e reivindicando a intermediação de organismos internacionais que precisam analisar a gravidade da situação brasileira com muita atenção, pois aqui, além de nossas vidas não importarem para o atual governo, a transparência e a democracia estão ameaçadas,“ afirma Denise Motta Dau, secretária sub-regional da ISP no Brasil.

 

 

José Carlos Araújo

Assessoria de Imprensa da CNTSS/CUT

 

 

 

  • Imprimir
  • w"E-mail"
  • Compartilhe esta noticia
  • FaceBook
  • Twitter

Conteúdo Relacionado

Nome:
E-mail:
Título:


CNTSS – São Paulo - Rua Caetano Pinto nº 575 CEP 03041-000 Brás, São Paulo/SP
Telefones: (0xx11) 2108-9156 - (0xx11) 2108-9301 - (0xx11) 2108-9195 - (0xx11) 2108-9253 - FAX (0xx11) 2108-9300
E-mails: direcao@cntsscut.org.br – tesouraria@cntsscut.org.br – imprensa@cntsscut.org.br

CNTSS – Brasília - SCS - QD.01 Bloco "I"- Ed. Central - 12º andar - Salas 1.201 e 1.208 - CEP: 70.304-900 – Brasília/DF
Telefone: (0xx61) 3224-0818 | E-mail: df@cntsscut.org.br