Twitter Facebook

CNTSS > LISTAR NOTÍCIAS > DESTAQUES > JURISTAS DE VÁRIOS PAÍSES ALERTAM: BRASIL TEM DE CUMPRIR DETERMINAÇÃO DA ONU

Juristas de vários países alertam: Brasil tem de cumprir determinação da ONU

24/08/2018

Em carta enviada ao governo Temer, juristas exigem que o Estado garanta o direito do presidente Lula de se candidatar nas eleições deste ano, como mandou a ONU

Escrito por: CUT

 

Um grupo de respeitados juristas internacionais divulgou, nesta quinta-feira (23), cópia de uma carta enviada ao ilegítimo Michel Temer (MDB-SP), aos ministros Torquato Jardim (Justiça) e Aloysio Nunes (Relações Exteriores), ao presidente do Senado, Eunício de Oliveira (MDB-CE), e a todos os ministros do Supremo Tribunal Federal (STF), insistindo que o governo brasileiro cumpra a determinação do Comitê de Direitos Humanos da Organização das Nações Unidas (ONU), que exige que o Estado garanta o direito do presidente Lula de se candidatar nas eleições deste ano.

 

"Existe um risco de danos irreparáveis aos direitos e liberdades protegidos pelo artigo 25 do Pacto Internacional sobre os Direitos Civis e Políticos", afirmam os juristas no documento em que afirmam que “é imperativo que as autoridades cumpram a determinação da ONU”. 

Por considerar que existe um risco de danos irreparáveis aos direitos e liberdades protegidos pelo artigo 25 do Pacto Internacional sobre os Direitos Civis e Políticos, do qual o Brasil é signatário, eles expressaram, na carta, preocupação com as “graves irregularidades” que contaminaram o processo que levou à condenação do ex-presidente, assim como seu encarceramento.

 

Lula foi condenado pelo juiz Sérgio Moro, da 13ª Vara Criminal Federal de Curitiba, no caso do tríplex do Guarujá, sem provas de qualquer crime ou ato ilegal. E, apesar de ficar comprovado é que o apartamento não pertence ao ex-presidente e, sim, a construtora OAS, o Tribunal Regional Federal da 4ª Região (TRF4) confirmou a decisão de Moro.

 

A carta é assinada pelos renomados juristas Baltasar Garzón, da Espanha; Luigi Ferrajoli, da Itália e William Bourdon, da França. A carta também é assinada por outros nomes, como o jurista Emílio García Mendez, presidente da Fundação Sul Argentina e o presidente de honra da Liga de Direitos Humanos (LDH), Henri Leclerc.

 

 

Leia a íntegra da carta, em inglês, aqui.

 

Leia tradução livre da carta aqui.

 

 

 

  • Imprimir
  • w"E-mail"
  • Compartilhe esta noticia
  • FaceBook
  • Twitter

Conteúdo Relacionado

Nome:
E-mail:
Título:

Copyright @ CUT Central Única dos Trabalhadores | 3.820 - Entidades Filiadas | 7.890.353 - Sócio | 24.062.754 - Representados
CNTSS – São Paulo - Rua Caetano Pinto nº 575 CEP 03041-000 Brás, São Paulo/SP | Telefone (0xx11) 2108 9200 - Fax (0xx11) 2108 9310
CNTSS – Brasília - SCS - QD.01 Bloco "I"- Ed. Central - 12º andar - Salas 1.201 e 1.208 - CEP: 70.304-900 – Brasília/DF | Telefone: (0xx61) 3322 5062 e (0xx61) 3322-5060