Twitter Facebook

CNTSS > LISTAR NOTÍCIAS > DESTAQUE CENTRAL > CAMPANHA RE-HUMANIZA INSS: O POVO NÃO PODE MAIS SOFRER

Campanha Re-Humaniza INSS: o povo não pode mais sofrer

24/03/2022

Agências do INSS não estão acessíveis para a população, tendo o atendimento restrito em geral até às 13h00, sendo que a maioria dos serviços não é atendido e segue direcionado aos canais remotos

Escrito por: Sindprev AL

 

O SINDPREV-AL também participa da Campanha RE-HUMANIZA INSS voltada a demonstrar que a atual gestão do INSS vem, de forma deliberada, restringindo o acesso da população às Agências da Previdência Social ao estabelecer os canais digital e telefônico (MEU INSS e a Central 135) como únicos meios para a obtenção de informações, utilização dos serviços e acesso aos benefícios.

 

A campanha foi idealizada inicialmente pelo Sinsprev/SP (Sindicato do Servidores e Trabalhadores da Saúde, Previdência e Assistência Social no Estado de São Paulo) e os Servidores do INSS.

 

Atualmente as agências do INSS não estão acessíveis para a população, tendo o atendimento restrito em geral até às 13:00 horas, sendo que a maioria dos serviços não são sequer atendidos, sendo direcionados aos canais remotos.

 

Este modelo de atendimento torna-se excludente ao limitar a liberdade de escolha do usuário ao meio mais adequado às suas necessidades e possibilidades. Assim, milhares de cidadãos deixam de acessar o serviço público e, consequentemente, seus direitos ou passam a depender de atravessadores para fazer os requerimentos e/ou sanar suas dúvidas, tendo de arcar com os custos de um serviço que deveria ser público e gratuito.

 

A fila virtual se torna muitas vezes um limbo onde o cidadão não consegue resolução para suas demandas, pois não recebe o esclarecimento necessário para garantia de seus direitos e acaba tendo como resultado requerimentos indeferidos por dificuldade na comunicação eletrônica e que seria resolvida facilmente com a garantia de orientação e informação no atendimento presencial.

 

As dificuldades impostas aos usuários pela direção do INSS criam necessidades que, geralmente, são superadas apenas com a contratação de prestadores de serviços ou atravessadores oportunistas devido à ausência de uma alternativa institucional pública e gratuita.

 

Para garantir a extinção do atendimento presencial, os servidores e servidoras estão sendo pressionados pela gestão do INSS para adesão ao teletrabalho, custeando a estrutura do instituto e com metas de produtividade insanas.

 

Um dos exemplos disso é o assédio institucional aos assistentes sociais para a realização de teleavaliação social para análise da deficiência do Benefício de Prestação Continuada (BPC), medida que fere o modelo social da deficiência e a ética profissional desses profissionais.

 

É uma farsa divulgada direção do INSS que a teleavaliação resolverá os problemas de represamento desse benefício. Em seus cálculos ele não leva em conta que, de acordo com os dados do IBGE, aproximadamente 46 milhões de brasileiros não têm acesso à internet pelo custo que o serviço representa, 45% deste total, ou por falta de aparelho, 37%.

 

Por isto pleiteamos:

 

1- Funcionamento das Agências da Previdência Social em dois turnos ininterruptos das 07h às 17h;

 

2- Garantia de acesso do público ao atendimento presencial, não apenas para cumprimento de exigências, mas para qualquer demanda, de informação à formalização de requerimentos;

 

3- Concurso público para preencher o quadro de servidores do INSS para que possamos ter a garantia do atendimento humanizado!

 

Em um país com mais de 14 milhões de desempregados, em que milhares de pessoas sequer têm acesso ao mínimo necessário para sobreviver, restringir o acesso ao INSS somente por meios remotos significa EXCLUSÃO da população mais carente e vulnerável.

 

 

 

Fonte: https://bit.ly/3JDodXJ

 

 

 

 

  • Imprimir
  • w"E-mail"
  • Compartilhe esta noticia
  • FaceBook
  • Twitter

Conteúdo Relacionado

Nome:
E-mail:
Título:


CNTSS – São Paulo - Rua Caetano Pinto nº 575 CEP 03041-000 Brás, São Paulo/SP
Telefones: (0xx11) 2108-9156 - (0xx11) 2108-9301 - (0xx11) 2108-9195 - (0xx11) 2108-9253 - FAX (0xx11) 2108-9300
E-mails: direcao@cntsscut.org.br – tesouraria@cntsscut.org.br – imprensa@cntsscut.org.br

CNTSS – Brasília - SCS - QD.01 Bloco "I"- Ed. Central - 12º andar - Salas 1.201 e 1.208 - CEP: 70.304-900 – Brasília/DF
Telefone: (0xx61) 3224-0818 | E-mail: df@cntsscut.org.br