Twitter Facebook

CNTSS > LISTAR NOTÍCIAS > DESTAQUE CENTRAL > SINDSAÚDE GO: CAMPANHA SERVIDOR PÚBLICO, A CULPA NÃO É SUA – REFORMA ADMINISTRATIVA – É PRECISO DEFENDER OS SERVIÇOS E OS SERVIDORES PÚBLICOS –

Sindsaúde GO: Campanha Servidor Público, a Culpa Não é Sua – Reforma Administrativa – É Preciso Defender os Serviços e os Servidores Públicos –

13/10/2020

É necessário e urgente defender o Sistema Único de Saúde (SUS), os servidor@s públicos e os serviços públicos

Escrito por: Sindsaúde GO

 

Fortalecendo a campanha “Servidor público, a culpa não é sua – Reforma Administrativa”, o Sindsaúde retira o véu que encobre as mentiras do Governo Federal e dão sustentação para que a população concorde (sem a devida reflexão) com os modelos absurdos das Reformas (Trabalhistas, Previdência, Administrativa e Tributária) que só retiram direitos trabalhistas e retrocedem nas conquistas sociais, via negacionismo da conjuntura econômica e social brasileira.

 

A Reforma Administrativa é um ataque frontal e quase que fatal no desmonte das estruturas de assistência e serviço público via mercantilização/privatização da saúde, da educação e de outros serviços que hoje são gratuitos e passarão a ser cobrados da população. A aberração do projeto político da Reforma com o fim dos concursos e dos servidor@s públicos, passa longe de melhorar a administração pública. Ela não reforma nada, mas destrói inúmeras conquistas e fere a Constituição e o povo brasileiro de forma vil. Quebra, ofende e destrói os servidor@s e os serviços públicos.

 

A venda das estatais nacionais ao capital internacional, do Ministro Paulo Guedes e do Presidente Jair Bolsonaro (sem partido), vem com o abismo que se configura no gigantesco caos social que o povo brasileiro começa a escalar com o desemprego, com os preços absurdos dos alimentos, com as tarifas de energia e de água nas alturas, com a fome e a miséria rondando, com o caos sanitário (Covid-19) e com as grotescas limitações no entendimento da diversidade do povo brasileiro, este Governo vai dando fomento vertiginoso ao ódio, a segregação e a violência institucionalizada.

 

As despesas com o pessoal (servidor@s públicos) estão fora do controle?

 

As despesas com os servidor@s federais hoje estão no mesmo nível que eram a 20 anos atrás (4,4% do Produto Interno Bruto – PIB), ocupam apenas ¼ do orçamento da União. O que dilacera o orçamento da União são os juros da dívida pública pagos ao Fundo Monetário Internacional (FMI) e ao Banco Mundial, controlados pelos países mais ricos do mundo ( Estados Unidos e União Européia), todo ano 50% do orçamento da União é para pagar os juros do FMI.

 

Servidor@s público tem aumento automático?

 

Não existe aumento automático e nunca existiu, nem para os trabalhdor@s públicos, nem privados. Sempre coube aos trabalhador@s a luta por qualquer tipo de progressão e aos Governos conceder ou não. 

 

Por que será que o Ministro banqueiro, Paulo Guedes, chamou os servidor@s públicos de parasitas e quer tanto acabar com a estabilidade destes trabalhador@s?

 

A estabilidade é um capítulo que trataremos à parte e em outras edições do “Servid@r a culpa não é sua”, devido a extrema importância que ela representa para a sociedade brasileira.

 

A estabilidade é a parte mais melindrosa da Reforma Administrativa. Nas eleições de 2020, por exemplo, estabilidade dos servidor@s públicos serve para evitar que políticos que ocupem cargos de chefia façam chantagens e ameacem os seus subordinados com a demissão. Imaginem se os servidor@s públicos dos municípios não tivesses estabilidade durante a campanha eleitoral.

 

A estabilidade dos servidor@s públicos dificulta a corrupção, as rachadinhas acontecem nos cargos comissionados e não nos concursados. Quem não se lembra do então comissionado Queiroz e dos depósitos na conta corrente da atual primeira-dama do Brasil (Michele Bolsonaro) a mesma que figura nas colunas sociais dos periódicos em Brasília, com suas plásticas e roupas de grife.

 

Abrir mão da estabilidade para os servidor@s públicos é abrir mão de um dos mecanismos que nos livra dos larápios no serviço público.

 

É necessário e urgente defender o Sistema Único de Saúde (SUS), os servidor@s públicos e os serviços públicos.

 

Seja intransigente na defesa do seu direito por saúde e outros serviços púbicos. Defenda conosco os serviços e os servidor@s públicos, antes que você tenha que pagar (caro) para tê-los.

 

https://noticias.uol.com.br/ultimas-noticias/agencia-estado/2020/09/30/ministro-do-stj-nega-pedido-de-flavio-para-anular-decisoes-sobre-rachadinhas.htm

 

https://noticias.uol.com.br/politica/ultimas-noticias/2020/09/30/ex-advogado-de-bolsonaro-vira-reu-por-peculato-e-lavagem-de-dinheiro.htm

 

https://www.correiobraziliense.com.br/politica/2020/10/4879260-governo-mudou-destino-de-rs-75-mi-para-testes-de-coronavirus.html

 

 

 

Fonte: https://bit.ly/33Sx59m

  • Imprimir
  • w"E-mail"
  • Compartilhe esta noticia
  • FaceBook
  • Twitter

Conteúdo Relacionado

Nome:
E-mail:
Título:


CNTSS – São Paulo - Rua Caetano Pinto nº 575 CEP 03041-000 Brás, São Paulo/SP
Telefones: (0xx11) 2108-9156 - (0xx11) 2108-9301 - (0xx11) 2108-9195 - (0xx11) 2108-9253 - FAX (0xx11) 2108-9300
E-mails: direcao@cntsscut.org.br – tesouraria@cntsscut.org.br – imprensa@cntsscut.org.br

CNTSS – Brasília - SCS - QD.01 Bloco "I"- Ed. Central - 12º andar - Salas 1.201 e 1.208 - CEP: 70.304-900 – Brasília/DF
Telefone: (0xx61) 3224-0818 | E-mail: df@cntsscut.org.br