Twitter Facebook

CNTSS > LISTAR NOTÍCIAS > DESTAQUE CENTRAL > VIDAS IMPORTAM, SINDSAÚDE-GO REFLETE SOBRE AUDITORIA DO TCU

Vidas importam, SINDSAÚDE-GO reflete sobre auditoria do TCU

24/07/2020

Tanto o TCU e o Ministério Público Federal enviaram o relatório da auditoria, mas não obtiveram resposta do Ministério da Saúde

Escrito por: Sindsaúde GO

 

A pandemia do coronavírus deixará marcas profundas em todos nós, goianos, e na humanidade como um todo. Seja pelo isolamento social, pelo medo do contágio, pela distância dos nossos parentes que fazem parte do grupo de risco, pelas perdas irreparáveis de amigos, de familiares e pelas inúmeras indignidades que os profissionais de saúde vem passando desde o início da chegada do novo vírus no Brasil e em Goiás.

 

O Sindsaúde desde março deste ano trabalha de forma incansável e vigilante para garantir aos trabalhador@s da saúde condições dignas no exercício adequado de suas funções para que assim consigam prestar atendimento público de saúde com qualidade.

 

Tarefa bastante exaustiva e inglória visto que o Sistema Único de Saúde (SUS) já vinha sendo sucateado (Emenda Constitucional 95 – PEC da morte do SUS), os servidor@s públicos sendo chamados de vagabundos pelo atual Ministro da Economia, o banqueiro Paulo Guedes e inúmeras unidades e programas de saúde familiar (NASF) sendo fechados. Sem concurso público para novos servidor@s, os que permaneceram ficaram agora na pandemia sobrecarregados, o SUS como um todo. As denúncias não param de chegar e a problemática toda vem sendo cotidianamente registrada pelo Sindsaúde e pela imprensa local.

 

Mas o que houve de março até julho deste ano, por que o número de contaminados e vítimas não para de crescer? Onde está o poder público? Por que tanta dor, sofrimento e hospitais lotados de contaminados pela Sars-Cov-19?

 

Segundo uma auditoria do Tribunal de Contas da União (TCU), o Ministério da Saúde gastou apenas 29% da verba emergencial prevista para combater o coronavírus a partir de março deste ano. Ainda na auditoria, o TCU aponta que tanto as despesas feitas diretamente pelo Ministério da Saúde quanto repasses para estados e municípios ficaram muito aquém do prometido.

 

Os valores saíram por medidas provisórias que abriram créditos extraordinários para reforçar o atendimento hospitalar.

 

Tanto o TCU e o Ministério Público Federal (que abriu inquérito para investigar a lentidão nesses repasses) enviaram o relatório da auditoria, mas não obtiveram resposta do Ministério da Saúde.

 

O Brasil tem recebido inúmeras críticas da Organização Mundial da Saúde (OMS). Não temos nenhum profissional da saúde à frente do Ministério da Saúde. O pais superou a marca de 2 milhões de contaminados pela Covid-19. Goiás se aproxima dos 50 mil e já passa de 1200 vítimas do novo vírus.

 

E enquanto brasileiros se contaminam e morrem pela Covid-19, o Governo Federal parece sofrer de uma letargia descabida e desrespeitosa, egocêntrica onde os recursos só saem para os bancos e para quem lhes convém, num discurso sempre muito positivo para o caos que não os interessa lembra mais uma valsa fúnebre onde detentores provisórios do poder não presenciam a dor das famílias, nem o sofrimento dos trabalhador@s da saúde todos os dias nas unidades de saúde Brasil afora.

 

Em março, na alteração do orçamento, foram indicados um total de R$ 38,9 bilhões. No entanto, até 25 de junho, R$ 11,4 bilhões tinham deixado os cofres federais. Na ocasião o país registrava 55 mil mortos e 1,2 milhão de casos confirmados. Dados apontados no relatório concluído na auditoria do TCU no último dia 15 de julho.   

 

O Sindsaúde-GO faz a seguinte reflexão as eleições se aproximam e com elas a única forma de mudar Gestores do Executivo que não se importam com as políticas sociais de controle e com a qualidade e manutenção da vida da população não podem ocupar cargos públicos.  

 

 

Fontes:

 

https://www1.folha.uol.com.br/cotidiano/2020/07/ministerio-da-saude-gastou-menos-de-13-da-verba-para-covid-diz-tcu.shtml

 

 

 

  • Imprimir
  • w"E-mail"
  • Compartilhe esta noticia
  • FaceBook
  • Twitter

Conteúdo Relacionado

Nome:
E-mail:
Título:


CNTSS – São Paulo - Rua Caetano Pinto nº 575 CEP 03041-000 Brás, São Paulo/SP
Telefones: (0xx11) 2108-9156 - (0xx11) 2108-9301 - (0xx11) 2108-9195 - (0xx11) 2108-9253 - FAX (0xx11) 2108-9300
E-mails: direcao@cntsscut.org.br – tesouraria@cntsscut.org.br – imprensa@cntsscut.org.br

CNTSS – Brasília - SCS - QD.01 Bloco "I"- Ed. Central - 12º andar - Salas 1.201 e 1.208 - CEP: 70.304-900 – Brasília/DF
Telefone: (0xx61) 3224-0818 | E-mail: df@cntsscut.org.br