Twitter Facebook

CNTSS > LISTAR NOTÍCIAS > DESTAQUE CENTRAL > SIND-SAÚDE MG LAMENTA MORTES DE SERVIDORES NA BATALHA DA PANDEMIA

Sind-Saúde MG lamenta mortes de servidores na batalha da pandemia

23/07/2020

Brasil é recordista mundial em mortes de profissionais de enfermagem por Covid-19

Escrito por: Sindsaúde MG

 

Os profissionais de saúde estão na linha de frente do combate ao novo coronavírus e correm risco diário de serem contaminados pela doença. O Brasil é recordista mundial em mortes de profissionais de enfermagem por Covid-19. De acordo com o Conselho Federal de Enfermagem (COFEN), foram registrados mais de 200 óbitos até o dia 19 de junho. Esse número praticamente triplica, quando é contabilizado além de enfermeiros, técnicos, auxiliares, médicos e outros.

 

A falta de dados oficiais sobre contaminações e mortes entre enfermeiros e outros profissionais de saúde é escandalosa. Profissionais de saúde foram expostos a um risco maior devido à falta de EPI e à falta de preparação para essa pandemia. Como resultado, as taxas de contaminação e, tragicamente, as mortes aumentam diariamente. A falha dos governos em coletar essas informações de maneira consistente significa não ter os dados que seriam adicionados à ciência que poderiam melhorar as medidas de controle e prevenção de infecções e salvar a vida de outros profissionais de saúde.

 

Desde março de 2020, no início da pandemia mundial, o Sind-Saúde tem recebido com muita tristeza, inúmeras notícias de profissionais da saúde contaminados e que tiveram suas vidas levadas pelo Covid-19. Mulheres e homens, que trabalharam duro, se dedicaram na linha de frente para combater um vírus que tomou conta do mundo. Pessoas que deixaram em casa mães, pais, filhos, irmãos, avós e amigos, para cuidar dos familiares de outras pessoas. Profissionais que não mediram esforços para salvar vidas, mas que hoje, infelizmente não se encontram mais entre nós.

 

Teria sido crucial se o poder público tivesse dado condições adequadas aos trabalhadores da saúde desde o início. O afastamento imediato dos profissionais integrantes de grupos de risco da linha de frente do combate à pandemia, por exemplo, não aconteceu em muitos lugares, o que levou ao caos com a perda de tantas vidas. A morte destes profissionais indica o descaso do poder público com as condições de trabalho e de assistência à Saúde. A maior parte das denúncias de condições precárias de trabalho é referente à escassez e inadequação dos equipamentos de proteção individuais (EPIs).

 

Os dados são alarmantes e continuam crescendo, pois o Brasil ainda segue em curva de contágio ascendente. Negar a ciência e os fatos não impedirá que as mortes continuem crescendo, só alimenta a insegurança da população e dificulta a adesão a medidas básicas de higiene e distanciamento, fundamentais para contar a pandemia.

 

O Sindicato Único dos Trabalhadores de Minas Gerais lamenta profundamente e se solidariza com as famílias, amigos e colegas de profissionais de saúde de todo o estado de Minas Gerais, do país e do mundo, que morreram por Covid-19. O Sind-Saúde registra ainda o agradecimento a esses "heróis de jaleco" que ficarão para sempre marcados na história do mundo, através do amor pela vida e a coragem no enfretamento ao vírus.

 

“A solidariedade é o sentimento que melhor expressa o respeito pela dignidade humana.” Franz Kafka

 

 

http://www.sindsaudemg.org.br/index.php/estadual/3678.html?task=view

 

 

  • Imprimir
  • w"E-mail"
  • Compartilhe esta noticia
  • FaceBook
  • Twitter

Conteúdo Relacionado

Nome:
E-mail:
Título:


CNTSS – São Paulo - Rua Caetano Pinto nº 575 CEP 03041-000 Brás, São Paulo/SP
Telefones: (0xx11) 2108-9156 - (0xx11) 2108-9301 - (0xx11) 2108-9195 - (0xx11) 2108-9253 - FAX (0xx11) 2108-9300
E-mails: direcao@cntsscut.org.br – tesouraria@cntsscut.org.br – imprensa@cntsscut.org.br

CNTSS – Brasília - SCS - QD.01 Bloco "I"- Ed. Central - 12º andar - Salas 1.201 e 1.208 - CEP: 70.304-900 – Brasília/DF
Telefone: (0xx61) 3224-0818 | E-mail: df@cntsscut.org.br