Twitter Facebook

CNTSS > LISTAR NOTÍCIAS > DESTAQUE CENTRAL > SINTSAÚDE RJ: PARA OS TRABALHADORES DA SAÚDE, A QUESTÃO DOS EPI'S É PAUTA EMERGENCIAL

Sintsaúde RJ: para os trabalhadores da SAÚDE, a questão dos EPI's é pauta emergencial

20/03/2020

No dia 12/03/20, foi peticionada tutela de urgência para fornecer EPI para os trabalhadores que atuam no campo em combate às endemias

Escrito por: Sintsaúde RJ

 

Diante da angústia e preocupação dos profissionais, o SINTSAUDERJ cobrará do Gestor do SUS o fornecimento adequado dos EPI's. Na próxima segunda-feira, dia 16/03, a  Entidade encaminhará ofício solicitando que sejam garantidos os EPI's aos trabalhadores da Assistência da Rede Hospitalar Federal e  anunciará  que se em 72 horas não for resolvido o problema não haverá outro caminho que não seja a paralisação. No dia seguinte, 17/03, ajuizará a ação com pedido de tutela de urgência.


Sandro Cezar, Secretário Geral do SINTSAÚDERJ, pondera que  um trabalhador do SUS salva muitas vidas e que durante as grandes crises, os serviços públicos são suspensos, como já ocorre  em todo o Brasil, mas os trabalhadores do SUS estarão lá para atender a população em qualquer circunstância.


No dia 12/03/20,  foi peticionada tutela de urgência para fornecer EPI para os trabalhadores que atuam no campo em combate às endemias, em razão de que a orientação é que os casos que não sejam graves possam ter tratamento em casa, justamente o ambiente de visita domiciliar dos agentes.


Mônica Armada, Presidente do Sindicato dos Enfermeiros, enviou ontem, 13/03,  ofícios cobrando EPI para os funcionários da Saúde.  Relata que a  preocupação do SINDENFRJ tem sido, inclusive, com a atenção primária. Protocolou documento na prefeitura  cobrando a convocação de novos concursados, pois o déficit de profissionais da Enfermagem está enorme. "São pouquíssimos profissionais para atender a atual demanda, imagina pro coronavírus, " argumentou.

Segundo a Organizacão Mundial da Saúde(OMS) e o Ministério da Saúde, para os profissionais que participam da Assistencia, é imprescindível a utilização de Máscara Cirúrgica, óculos, avental impermeável descartável com abertura posterior e luvas de procedimento.  Em procedimentos que gerem aerossóis, o profissional deve substituir a máscara cirúrgica pela PFF-2 (N95).


Para os  profissionais que não participam da assistência, a orientação  fornecida, pela OMS e pelo MS,  aborda o  protocolo de Etiqueta respiratória e higienização das mãos frequentes que são  medidas importantes. A higienização das mãos pode ser com água e sabão ou com álcool em gel.


A precaução é por gotículas ou contato. A doença transmitida por gotículas requer proximidade, menos que um metro de distância ou tocar no paciente (contato). Portanto,  quem mais terá contato é quem vai assistir os doentes e por isso precisa do EPI.


As recepcionistas das Emergências e os vigilantes precisam usar máscara cirúrgica quando o paciente se aproximar a menos de um metro e fazer a higienização frequente das mãos.


Os maqueiros,  em alguns momentos, terão que ter a mesma paramentação do profissional da assistência, ou seja, ao que fazer o transporte de um caso suspeito ou confirmado de Covid-19, também terá que fazer uso do EPI recomendado.  A orientação é mobilizar o mínimo possível o paciente  dentro da Unidade Hospitalar.


Portanto se o próprio Ministério da Saúde recomenda através do Protocolo de Tratamento do Novo Coronavírus (2019-nCoV) e  da Nota Técnica n° 4/ 2020/ GVIMS/ GGTS ANVISA não é razoável deixar de cumprir a própria orientação com os servidores federais do Ministério da Saúde.



O SINTSAUDERJ, também utilizará em defesa dos trabalhadores da Assistência, os  Documentos de organizações internacionais:


•COVID-19 Personal Protective Equipment (PPE) for Healthcare Personnel

•COVID-19 Guidance for personal Protective equipament for the care of patients aí Tu COVID-19

•CDC - Sequence for putting on personal Protective equipament (PPE)

 

Clique aqui e leia a técnica da Agência Nacional de Vigilância Sanitária COVID19

 

 

 

 

 

  • Imprimir
  • w"E-mail"
  • Compartilhe esta noticia
  • FaceBook
  • Twitter

Conteúdo Relacionado

Nome:
E-mail:
Título:


CNTSS – São Paulo - Rua Caetano Pinto nº 575 CEP 03041-000 Brás, São Paulo/SP
Telefones: (0xx11) 2108-9156 - (0xx11) 2108-9301 - (0xx11) 2108-9195 - (0xx11) 2108-9253 - FAX (0xx11) 2108-9300
E-mails: direcao@cntsscut.org.br – tesouraria@cntsscut.org.br – imprensa@cntsscut.org.br

CNTSS – Brasília - SCS - QD.01 Bloco "I"- Ed. Central - 12º andar - Salas 1.201 e 1.208 - CEP: 70.304-900 – Brasília/DF
Telefone: (0xx61) 3224-0818 | E-mail: df@cntsscut.org.br