Twitter Facebook

CNTSS > LISTAR NOTÍCIAS > DESTAQUE CENTRAL > GEAP ESTÁ SOB "DIREÇÃO FISCAL" DA AGÊNCIA NACIONAL DE SAÚDE

Geap está sob "direção fiscal" da Agência Nacional de Saúde

11/09/2019

Sindicato cobrou da gerência informações sobre o que a direção central da Geap tem feito para melhorar a sua gestão com consequências positivas para os segurados

Escrito por: Sintfesp GO

 

Na avaliação do Sintfesp-Go/To, na prática a chamada “direção fiscal” é uma espécie de intervenção. Para o sindicato, o necessário para resolver pelo menos parte dos problemas de gestão é administração da Geap passar a ser de responsabilidade principalmente dos servidores públicos, que são os maiores financiadores do plano e têm sofrido na pele a destruição do plano de saúde. Governo também deveria pagar significativa quota parte. O que paga atualmente é quase nada.

 

Em função de problemas com a sua gestão financeira e administrativa a Geap, plano de saúde de grande parte dos servidores públicos federais do País, está sob “direção fiscal” da Agência Nacional de Saúde (ANS). A diretoria colegiada do Sintfesp teve acesso a essa informação durante audiência essa semana na gerência executiva da Geap em Goiás.

 

Estar sob direção fiscal, na prática, segundo o gerente estadual Fabrício Machado, significa que a Agência Nacional de Saúde “está dentro de GEAP, como uma espécie de tutora que orienta todos os atos da fundação” até que ela consiga voltar a andar com as próprias pernas.

 

Durante a reunião, o sindicato cobrou da gerência informações sobre o que a direção central da Geap tem feito para melhorar a sua gestão com consequências positivas para os segurados que tem tido gastos astronômicos para manterem-se no plano. Indicação política do governo federal, desde abril deste ano a Geap tem como diretor executivo da autogestão o general Ricardo Marques Figueiredo.

 

O gerente de Goiás disse que o primeiro trabalho é “arrumar a casa”, tendo com uma das metas principais “sair da direção fiscal” da ANS até o final do mês de dezembro, ou seja, retomar totalmente para si a gestão do plano.

 

Ainda segundo Fabrício Machado, desde que Ricardo Marques Figueiredo assumiu – e a partir da gestão orientada pela ANS – a Geap tem levantado informações sobre a adequação de cada contrato e orientado o máximo de economia em tudo: gastos com água, luz, telefone e pessoal. “A Geap está revendo todos os contratos administrativos, inclusive rompendo alguns desde que com a segurança de que essa medida é melhor do que mantê-los”, diz o gerente de Goiás.

 

Durante a audiência na sede da Geap em Goiânia a direção do Sintfesp-Go/To reiterou que espera ações concretas que possibilitem a permanência dos segurados no plano, já que os valores pagos pelo serviço têm sido praticamente inviáveis, diante da realidade financeira dos servidores que estão sem reajuste salarial desde 2015.

 

Na avaliação da diretoria do Sintfesp-Go/To, na prática a chamada “direção fiscal” é uma espécie de intervenção. O sindicato considera que para se resolver pelo menos parte dos problemas de gestão a Geap deveria ser administrada principalmente pelos servidores públicos. “Nós trabalhadores somos os principais financiadores do plano e temos sofrido na pele a destruição da Geap. Não faz sentido o governo ter tanto poder e ingerência e contribuir com apenas 12%, quando nós servidores bancamos 88% dos recursos”, enfatiza a direção colegiada do sindicato.

 

Da direção do Sintfesp participaram da audiência as diretoras Jesulina Regis, Laura Simões, Terezinha Aguiar e Wilma Alves, e o diretor Mauro Mota. Da Geap também estiveram presentes a Gerente de Serviços aos Clientes, Elisabete Godinho, a Gerente Substituta de Controle, Kariny Rezende, a Assistente Técnica de Atendimento ao Cliente, Silvana Barros Simão e a Assistente Técnica de Programas Assistenciais, Jacelle Araújo Soares. A reunião foi no dia 26 de agosto.

 

 


Cláudio Marques – DRT 1534


 

 

  • Imprimir
  • w"E-mail"
  • Compartilhe esta noticia
  • FaceBook
  • Twitter

Conteúdo Relacionado

Nome:
E-mail:
Título:


CNTSS – São Paulo - Rua Caetano Pinto nº 575 CEP 03041-000 Brás, São Paulo/SP
Telefones: (0xx11) 2108-9156 - (0xx11) 2108-9301 - (0xx11) 2108-9195 - (0xx11) 2108-9253 - FAX (0xx11) 2108-9300
E-mails: direcao@cntsscut.org.br – tesouraria@cntsscut.org.br – imprensa@cntsscut.org.br

CNTSS – Brasília - SCS - QD.01 Bloco "I"- Ed. Central - 12º andar - Salas 1.201 e 1.208 - CEP: 70.304-900 – Brasília/DF
Telefone: (0xx61) 3224-0818 | E-mail: df@cntsscut.org.br