Twitter Facebook

CNTSS > LISTAR NOTÍCIAS > DESTAQUE CENTRAL > SINSSP EXPLICA SITUAÇÃO ENTRE GEAP E HOSPITAL SÃO CAMILO

SINSSP explica situação entre GEAP e Hospital São Camilo

06/11/2018

Sindicato procurou a GEAP para entender e questionar a operadora sobre possível descredenciamento do Hospital São Camilo, fato que foi desmentido

Escrito por: Sinssp

 

O SINSSP recebeu reclamações de vários servidores informando que o atendimento no Hospital São Camilo via GEAP estava suspenso e que supostamente o plano de saúde dos servidores havia sido descredenciado neste hospital. Como medida para assegurar o direito dos trabalhadores do INSS e averiguar o que de fato estaria acontecendo o Sindicato procurou a operadora de saúde para agendar uma reunião e discutir o assunto.

 

Na quarta-feira, 31 de outubro, o SINSSP se reuniu com o Sr. Roberto Theophile Jacob, gerente estadual da GEAP, e com a Sra. Cássia, assistente técnica, juntamente com o diretor do Sindicato Valdir Sabino, Andréa Rodrigues Correa, servidora e associada GEAP, e Thiago Geovanni Lima de Souza, também servidor e associado GEAP, para tratar dessa pauta.

 

Após explanar para o gerente estadual da GEAP sobre as inúmeras reclamações sobre o descredenciamento no Hospital São Camilo e a insatisfação dos servidores pela falta desse serviço, o SINSSP aproveitou para alertar a operadora que a perda do hospital São Camilo para os planos GEAP fará uma debandada de associados para outros planos de saúde, já que os custos estão elevados e o servidor não tem o reembolso conforme portaria do ministério do planejamento, que aliás há anos não tem alteração, fazendo com que o trabalhador pague um valor cada vez maior.

 

O SINSSP levantou a questão de que a rede credenciada da GEAP é muito fraca, pois faltam prestadores de serviço em várias regiões. Por exemplo, em Osasco e região o único serviço de qualidade era o Hospital São Camilo que além de ser o mais perto era de fácil acesso à população.

 

O Sr. Roberto explicou que não se trata de uma rede fraca, pelo contrário a atual rede de atendimento da GEAP é muito boa e abrange um número considerável de hospitais para atendimentos e que ela é parceira das maiores redes do Brasil, mas para montar uma nova rede de atendimento é preciso que haja um público local de demanda.

 

Sobre o descredenciamento, ele explicou que esse procedimento só pode ser feito via ANS (Agência Nacional de Saúde Suplementar) e para deixar de atender determinado hospital é necessário que outro com a mesma quantidade de leito e porte seja credenciado, isso é uma regra da agência reguladora que deve ser cumprida.

 

Segundo o gerente estadual, o São Camilo não foi descredenciado, ele ainda enfatizou que o hospital não deixou de atender a GEAP. Porém, a operadora está negociando com o São Camilo para que não haja o rompimento de contrato, pois não pode descredenciar porque não há outra instituição no local para atender a demanda.

 

Ainda segundo ele, neste ano houve mudança na direção do hospital que detectou defasagem no orçamento pago pela GEAP. O atendimento de consultas e exames no São Camilo foi suspenso por uma decisão unilateral deles e que por falha administrativa questiona alguns custos que estão em desacordo com o contrato com a GEAP.

 

Por esse motivo que desde maio deste ano eles vem falando em descredenciamento e querendo que ela pague um valor, avaliado em milhões, que não consta em contrato. O Sr. Jacob deixou claro que isso vem sendo negociado e que a operadora está fazendo de tudo para que não haja o descredenciamento. Porém, as consultas, exames e tratamentos marcados continuarão, assim como as urgências e emergências estarão normais.

 

O gerente aproveitou a reunião para esclarecer que o plano de saúde do servidor não está negativado e muito menos devendo no mercado. Ele enfatizou que ela não está falida como foi dito por algumas pessoas, inclusive do atendimento do prestador de serviço em questão.

 

A GEAP gira uma quantia em torno de 4 bilhões por ano e, segundo o gerente, o balancete assinado por auditoria encontra-se disponível no site para verificação de quem quiser pesquisar. Também há o pagamento antecipado realizado aos prestadores de serviço, ou seja, além de estar no positivo ainda honra com o pagamento antes do valor do vencimento.

 

Para o Sr. Roberto, em breve o atendimento na rede São Camilo será normalizado e os servidores voltarão a ser atendidos, pois a GEAP é o quarto faturamento do hospital. Eles já pediram uma reunião na instituição e garantiram que vão resolver esse impasse. “O atendimento vai voltar, mas peço um pouco de paciência por parte dos servidores”, disse o gerente que aproveitou para tranquilizar o Sindicato afirmando que estão em processo de negociação e não de rompimento.

 

O site da GEAP é bastante informativo, mas Jacob entende a dificuldade de algumas pessoas para lidar com essa tecnologia em não conseguir encontrar os serviços disponíveis online, porém algumas informações de redes credenciadas estão desatualizadas e para resolver esse problema a instituição criou uma força tarefa para tornar essa lista o mais próximo possível da realidade.

 

Ao terminar a reunião, o gerente estadual da GEAP se comprometeu a resolver os problemas da região metropolitana, que procura o São Camilo pela qualidade na prestação de serviços, com o credenciamento de novos hospitais, como é o caso da rede Notre Dame Saúde, que em breve poderá estar atendendo a operadora.

 

Para Sr. Roberto, outro ponto importante para sanar os problemas de atendimento em clínicas, hospitais e médicos será a utilização do canal GEAP, encontrado no site da operadora, para confirmar se a informação passada pelo credenciado está correta ou não, afim de evitar desencontros de informação entre a GEAP e os prestadores de serviços. Para ele, a instituição está tentando resolver os problemas de gerenciamento junto aos credenciados.

 

As negociações para a continuidade das consultas e exames junto ao São Camilo estão próximas de um acordo, no entanto, o SINSSP estará acompanhando o fechamento deste assunto. Também foi solicitado que a GEAP encaminhasse ao Sindicato uma lista de prestadores em que não há cobrança de coparticipação, assim que for disponibilizada será publicada no site do SINSSP.

 

 

Clique aqui e veja, na íntegra, a Nota do Hospital São Camilo.

 

Clique aqui e veja, na íntegra, a nota da GEAP.

 

 

 

  • Imprimir
  • w"E-mail"
  • Compartilhe esta noticia
  • FaceBook
  • Twitter

Conteúdo Relacionado

Nome:
E-mail:
Título:

Copyright @ CUT Central Única dos Trabalhadores | 3.820 - Entidades Filiadas | 7.890.353 - Sócio | 24.062.754 - Representados
CNTSS – São Paulo - Rua Caetano Pinto nº 575 CEP 03041-000 Brás, São Paulo/SP | Telefone (0xx11) 2108 9200 - Fax (0xx11) 2108 9310
CNTSS – Brasília - SCS - QD.01 Bloco "I"- Ed. Central - 12º andar - Salas 1.201 e 1.208 - CEP: 70.304-900 – Brasília/DF | Telefone: (0xx61) 3322 5062 e (0xx61) 3322-5060