Twitter Facebook

CNTSS > LISTAR NOTÍCIAS > DESTAQUE CENTRAL > SINDSAÚDE SP REALIZA ASSEMBLEIA COM TRABALHADORES DA FUNDAÇÃO PRÓ-SANGUE

SindSaúde SP realiza assembleia com trabalhadores da Fundação Pró-Sangue

15/05/2018

Mobilização na Fundação continuará nas próximas semanas, trabalhadores irão trabalhar com adesivos de peito em protesto a retirada de direitos

Escrito por: SindSaúde SP

 


 

Na quarta-feira (26/04), trabalhadores (as) da Fundação Pró-Sangue realizaram uma assembleia na Praça da Esperança. A atividade organizada pelo SindSaúde-SP, sindicato que representa os trabalhadores (as) da unidade, tinha como objetivo defender os benefícios já adquiridos pelos trabalhadores (as), além de cobrar o reajuste salarial.


Diferente do funcionalismo público estadual, os trabalhadores (as) da Pró-Sangue não receberam os 3,5% de reajuste salarial do governo estadual. A Fundação também alega dificuldade financeira e quer retirar ou cobrar o convênio médico dos trabalhadores (as). Entretanto o convênio é um direito do trabalhador (a), já que o benefício constava no edital do concurso público em que foram aprovados.


Sob slogan de “nenhum direito a menos” e com uma faixa preta amarrada no braço, os trabalhadores (as) protestam e cobram da administração da Fundação uma reunião com o sindicato. O SindSaúde-SP chegou a agendar um encontro com a direção da Pró-Sangue, que desmarcou a reunião e até o momento não apresentou uma nova data.


Apesar do discurso da Fundação que falta de recurso financeiro, um estudo realizado pela Subseção SindSaúde-SP do Dieese, apontou que nos últimos anos houve sobra no orçamento que foram devolvidos pela Pró-Sangue para o Estado. Isso mostra que a Fundação está economizando às custas dos trabalhadores (as).


Ao fim da assembleia os trabalhadores (as) aprovaram que não irão coparticipar do pagamento do convênio médico, já que o edital do concurso garantia o benefício gratuito. Também deliberam pelo pedido do pagamento do Prêmio de Incentivo a todos os trabalhadores (as), além da negociação do reajuste salarial.


A mobilização na Fundação continuará nas próximas semanas, trabalhadores irão trabalhar com adesivos de peito em protesto a retirada de direitos.

 

 

 

 

  • Imprimir
  • w"E-mail"
  • Compartilhe esta noticia
  • FaceBook
  • Twitter

Conteúdo Relacionado

Nome:
E-mail:
Título:

Copyright @ CUT Central Única dos Trabalhadores | 3.820 - Entidades Filiadas | 7.890.353 - Sócio | 24.062.754 - Representados
CNTSS – São Paulo - Rua Caetano Pinto nº 575 CEP 03041-000 Brás, São Paulo/SP | Telefone (0xx11) 2108 9200 - Fax (0xx11) 2108 9310
CNTSS – Brasília - SCS - QD.01 Bloco "I"- Ed. Central - 12º andar - Salas 1.201 e 1.208 - CEP: 70.304-900 – Brasília/DF | Telefone: (0xx61) 3322 5062 e (0xx61) 3322-5060