Twitter Facebook

CNTSS > LISTAR NOTÍCIAS > DESTAQUE CENTRAL > SINDPREV/BA REALIZA REUNIÃO COM CHEFIA DO MINISTÉRIO DA SAÚDE

Sindprev/BA realiza reunião com Chefia do Ministério da Saúde

14/05/2018

Objetivo foi tratar a questão do desconto em pecúnia dos servidores que não completaram a compensação de horas.

Escrito por: Sindprev/BA

 

 

Na quinta-feira, 19/04, o Sindprev/BA se reuniu com a chefia do Ministério da Saúde – o coordenador de Gestão do Núcleo Estadual da Bahia, Glauber Silva, e a e gestora Ana Maria Rebouças, chefe da Divisão de Gestão Adm. NE/MS/BA, com o objetivo de tratar a questão do desconto em pecúnia dos servidores que não completaram a compensação de horas.

 

Representando o Sindprev/BA estavam os diretores Edivaldo Santa Rita, Valdemir Medeiros, José Coutinho e Valmir Andrade.

 

Santa Rita falou da importância da questão da humanização e de ser mais maleável com servidores que tem mais de 30 anos de serviço. “Não vemos em local nenhum esse tipo de ação, a gente vem aqui para ver a possibilidade de reversão dessa resolução. Todo mundo tem o seu recurso apertado, poderia ser feito no diálogo, tem serviço para ser feito, chamava um por um, e tentava resolver, sem esse trauma tão grande, viemos aqui com o sindicato mais uma vez tentar uma saída para isso”, declarou o diretor.

 

De acordo com Glauber, foi feito um acordo para minimizar o pagamento das horas para três meses, com compensação. “Houve essa flexibilização porque a portaria fala que é até um mês subsequente para serem pagos, por isso falamos de fazer a compensação até três meses. Tivemos uma reunião para discutir os casos, teve gente que levarmos para a perícia para ver o que estava acontecendo. Apenas 32 pessoas, de quase 200, tiveram as cobranças, pois persistiram até o último minuto, faltando sem justificativa ou sem compensar, sendo que a compensação é um acordo com a chefia”, informou ele.

 

“Alguns servidores não comparecem nem na reunião, todos os casos que chegaram até a gente foram resolvidos, para tentar eliminar os atrasos anteriores”, complementou Ana Rebouças.

 

Depois de muito diálogo, ficou decidido da Diretoria do Sindicato fazer uma reunião com os servidores, trazer as propostas destes individualmente para os gestores, e não ser mais descontado em pecúnia. “O sindicato vai fazer a reunião com os servidores que estão nessa situação e fazer a proposta caso a caso. O servidor vem até a chefia e diz como pode pagar e o prazo para essas horas compensadas se regularizarem. Vai ter o desconto porque a folha de pagamento já saiu, mas eles vão iniciar logo a compensação e tentar que no mês que vem que haja a devolução do que foi descontado”, falou Valdemir. 

 

 

Texto: Priscila Teixeira - Fotos: Luis Teixeira

 

  • Imprimir
  • w"E-mail"
  • Compartilhe esta noticia
  • FaceBook
  • Twitter

Conteúdo Relacionado

Nome:
E-mail:
Título:

Copyright @ CUT Central Única dos Trabalhadores | 3.820 - Entidades Filiadas | 7.890.353 - Sócio | 24.062.754 - Representados
CNTSS – São Paulo - Rua Caetano Pinto nº 575 CEP 03041-000 Brás, São Paulo/SP | Telefone (0xx11) 2108 9200 - Fax (0xx11) 2108 9310
CNTSS – Brasília - SCS - QD.01 Bloco "I"- Ed. Central - 12º andar - Salas 1.201 e 1.208 - CEP: 70.304-900 – Brasília/DF | Telefone: (0xx61) 3322 5062 e (0xx61) 3322-5060