Twitter Facebook

CNTSS > LISTAR NOTÍCIAS > AGENTES COMUNITÁRIOS > AUDIÊNCIA PÚBLICA DISCUTE ATRIBUIÇÕES DOS AGENTES DE SAÚDE E DE COMBATE ÀS ENDEMIAS

Audiência pública discute atribuições dos agentes de saúde e de combate às endemias

13/04/2017

Entidades representativas das duas categorias temem que a proposta possa sobrecarregar os profissionais

Escrito por: Sindsaúde GO

 

Uma audiência pública realiza na sexta-feira (31) discutiu o Projeto de Lei 6437/16 que redefine as atribuições dos cargos de Agente Comunitário de Saúde (ACS) e Agente de Combate às Endemias (ACE). O evento foi promovido pela Comissão Especial de Análise do Projeto de Lei 6437.

 

Os diretores do Sindsaúde/GO, Leocides de Souza e Anderson Cleiton, marcaram presença e também aprofundaram o debate que ocorreu no auditório Jaime Câmara da Câmara Municipal.

 

O PL 6437, de autoria do deputado federal Raimundo Gomes de Matos (PSDB/CE), quer alterar a Lei nº 11.350, de 5 de outubro de 2006, para redefinir as atribuições do ACS e ACE. Também consta na proposta a ampliação do “grau de formação profissional” e o estabelecimento de “condições e tecnologias necessárias para a implantação dos cursos de aprimoramento” desses profissionais.

 

Para o diretor do Sindsaúde/GO e diretor de Comunicação da Federação Nacional dos Agentes Comunitários de Saúde e Agentes de Combate às Endemias (Fenasce), Leocides de Souza, é fundamental aprofundar as discussões relacionadas à proposta. “A proposta precisa ser amplamente debatida com o máximo envolvimento desses profissionais. Aliás, é necessário rediscutir muitas questões relacionadas à atuação desses trabalhadores, inclusive melhores condições de trabalho”.

 

Entidades representativas das duas categorias temem que a proposta possa sobrecarregar os profissionais. Outra preocupação é que não haja remuneração sobre possíveis “novas atribuições”.

 

Por outro lado, o deputado federal e relator do projeto, Valtenir Pereira (PMDB/MT), defende que a proposta pode ser vista como a oportunidade de consolidar a relevância do papel desempenhado pelas duas categorias e assegurar a manutenção desses cargos.

 

Ao defender o aprofundamento da discussão, Leocides também destacou como prioridade das categorias, o reajuste do piso salarial. “Entendemos que discutir a redefinição de atribuições inclusive com a inclusão de novas demandas é delicado porque, sequer, foi reajustado o piso salarial desses trabalhadores que há quase três anos aguardam pelo cumprimento desse direito”.

 

A audiência também contou com a presença da deputada federal Flávia Morais (PDT/GO) e do deputado federal João Campos (PSDB/GO). Vereadores de Goiânia, Aragarças e Uruaçu também marcaram presença.

 

 

 

 

  • Imprimir
  • w"E-mail"
  • Compartilhe esta noticia
  • FaceBook
  • Twitter

Conteúdo Relacionado

Nome:
E-mail:
Título:

Copyright @ CUT Central Única dos Trabalhadores | 3.820 - Entidades Filiadas | 7.890.353 - Sócio | 24.062.754 - Representados
CNTSS – São Paulo - Rua Caetano Pinto nº 575 CEP 03041-000 Brás, São Paulo/SP | Telefone (0xx11) 2108 9200 - Fax (0xx11) 2108 9310
CNTSS – Brasília - SCS - QD.01 Bloco "I"- Ed. Central - 12º andar - Salas 1.201 e 1.208 - CEP: 70.304-900 – Brasília/DF | Telefone: (0xx61) 3322 5062 e (0xx61) 3322-5060