Twitter Facebook

CNTSS > LISTAR NOTÍCIAS > ACONTECE > CNTSS/CUT: SECRETÁRIA DE SAÚDE DO TRABALHADOR PARTICIPA DE LIVE NA SEGUNDA, 18/05, SOBRE FILA ÚNICA DE UTI, ÀS 19H30

CNTSS/CUT: secretária de Saúde do Trabalhador participa de live na segunda, 18/05, sobre fila única de UTI, às 19h30

15/05/2020

Transmissão, que será veiculada no site e facebook da CUT, reunirá o presidente da CUT, Sérgio Nobre, o deputado Alexandre Padilha e o presidente do CNS, Fernando Pigatto

Escrito por: Assessoria de Imprensa da CNTSS/CUT

 

 

A secretária de Saúde do Trabalhador da CNTSS/CUT – Confederação Nacional dos Trabalhadores em Seguridade Social e secretária adjunta de Finanças da CUT – Central Única dos Trabalhadores, Maria Godoi Faria, participa, e também será a mediadora, de transmissão ao vivo, live, na segunda-feira, 18 de maio, às 19h30, sobre o tema “Coronavírus: por que defender a fila única nas UTIs?”. A iniciativa proposta pela secretária, que será transmitida pelo site e facebook da CUT Nacional, está inserida na agenda de discussões da Central sobre os efeitos da pandemia e as ações possíveis para salvar vidas.

 

O debate contará com as participações do presidente da CUT, Sérgio Nobre; o ex-ministro da Saúde e atual deputado federal, Alexandre Padilha; e o presidente do CNS – Conselho Nacional de Saúde, Fernando Pigatto. A questão da fila única tem sido apresentada como forma de garantir a igualdade de atendimento neste momento em que o grande número de contaminados pelo Covid-19 está colapsando os sistemas de saúde de vários estados. Já há na Câmara algumas iniciativas de parlamentares, inclusive do deputado Padilha, dando formato à definição de critérios para o avanço desta e outras medidas em defesa do direito à saúde da população.

 

A CNTSS/CUT já se posicionou a favor desta medida e encaminhou recentemente um documento ao Congresso Nacional e várias entidades e organismos sociais defendendo o uso desta prática como forma de garantir direitos iguais no atendimento de todos os cidadãos brasileiros. Entre os pontos de argumentação presentes no documento da Confederação está no fato de que “a gestão pública dos leitos privados, independentemente da sua contratação prévia, está assegurada pelo artigo 5º da Constituição: “no caso de iminente perigo público, a autoridade competente poderá usar de propriedade particular, assegurada ao proprietário indenização ulterior, se houver dano”.

 

No mesmo texto a Confederação também é incisiva ao solicitar “imediata manifestação de repúdio a qualquer iniciativa de instituição de protocolos, pelas autoridades de saúde, que possa discriminar pacientes com COVID-19 e também o apoio incondicional as iniciativas acima informadas em respeito à vida, não olhando cor, credo e condições sócioeconômicas destas pessoas”. Medida desta natureza foi ventilada por autoridades do Rio de Janeiro.

 

 

José Carlos Araújo

Assessoria de Imprensa da CNTSS/CUT

  • Imprimir
  • w"E-mail"
  • Compartilhe esta noticia
  • FaceBook
  • Twitter

Conteúdo Relacionado


CNTSS – São Paulo - Rua Caetano Pinto nº 575 CEP 03041-000 Brás, São Paulo/SP
Telefones: (0xx11) 2108-9156 - (0xx11) 2108-9301 - (0xx11) 2108-9195 - (0xx11) 2108-9253 - FAX (0xx11) 2108-9300
E-mails: direcao@cntsscut.org.br – tesouraria@cntsscut.org.br – imprensa@cntsscut.org.br

CNTSS – Brasília - SCS - QD.01 Bloco "I"- Ed. Central - 12º andar - Salas 1.201 e 1.208 - CEP: 70.304-900 – Brasília/DF
Telefone: (0xx61) 3224-0818 | E-mail: df@cntsscut.org.br